Gestação Pet: cuidados e dicas importantes

A gestação pet é um tema que comumente gera dúvidas na maioria dos tutores. Durante este período, as fêmeas precisarão de cuidados que irão garantir além da sua saúde, a dos filhotes também.


Como cuidar da gestação de cães e gatos?

A gestação dos cães e gatos é mais rápida quando comparada a gestação humana, podendo variar de 58 a 68 dias, dependendo da raça ou porte do animal. O cuidado para uma gestação tranquila começa muito antes de programar a cruza. É importante que o tutor tenha um planejamento, que vai desde os exames para identificar possíveis doenças e problemas de saúde, até a atribuição do tipo de parto que será realizado. Vale lembrar também que existem cuidados necessários para alguns tipos de raças e portes durante todo o período gestacional, e principalmente durante o parto.

Os cuidados com o pré-natal e pós parto devem ser acompanhados por um médico veterinário, para garantir que durante esse período o tutor e o pet tenham a assistência de um profissional adequado. O veterinário irá realizar os exames e procedimentos necessários para evitar possíveis complicações, assim como o desenvolvimento de eclampsia ou hipocalcemia durante a gestação. Normalmente, a confirmação da gestação acontece de 20 a 30 dias após a cruza através de um exame de ultrassonografia abdominal. Caso a cruza não tenha sido programada, pode ser notado alguns “sintomas” da gravidez na fêmea como cansaço, aumento do abdômen e mamas. 

Alimentação e suplementação:
Caso necessário, o veterinário irá verificar a necessidade da troca da ração a fim de garantir uma maior porcentagem e absorção de nutrientes, assim como averiguar necessidade de suplementação. As fêmeas durante os primeiros dois terços da gravidez tendem a armazenar energia em forma de gordura, e apenas no final da gravidez que o ganho de peso se remete ao crescimento dos filhotes. Lembrando que toda troca de alimentação e suplementação a ser ministrada, deve ser acompanhada por um médico veterinário.

Passeios e brincadeiras:
Durante esse período da vida da fêmea, é saudável que os passeios e brincadeiras continuem, porém com um nível de intensidade leve, e com distâncias curtas e lentas.

Não esqueça de sempre priorizar os períodos mais frescos do dia para os passeios.

Preparação para o parto:
Em geral, a fêmea fica menos ativa e costuma procurar locais mais calmos e escondidos para descansar e fazer o seu “ninho”.

Esse é o momento ideal para preparar um cantinho na casa que seja calmo, limpo e aquecido. É importante deixar a caminha e cobertores da maneira mais confortável, e providenciar também um tapete higiênico ou alguma superfície absorvente para auxiliar na limpeza. A ração e a água devem ficar próximos do local escolhido, evitando que haja um deslocamento desnecessário. Para as gatinhas, pode ser que seja necessário adquirir mais de uma caixa de areia ou a troca do substrato, já que algumas tendem a ficar ainda mais seletivas durante a gestação. Aliás, é de extrema importância que não haja situações de tensão e estresse para garantir a segurança e tranquilidade da gestação, principalmente nas últimas semanas.

Já está preparado para a chegada dos filhotinhos? Nos acompanhe para ter acesso a mais conteúdos.

Verifique também nossos produtos e serviços da Casa do Produtor, que poderão te ajudar nessa fase.

Deixe uma resposta