Para que serve a equoterapia?

O uso de cavalos em atividades terapêuticas vem se tornando cada vez mais comuns. Conheça mais sobre a equoterapia.

O tratamento foi considerado alternativo e questionado durante muitos anos. Felizmente, os avanços dos estudos médicos permitiram o reconhecimento da equoterapia e seus benefícios para a saúde.

Atualmente as atividades de terapia assistida com cavalos são amplamente recomendadas pela medicina. As indicações variam de acordo com as necessidades de cada paciente e os tipos de exercício.

Quais os benefícios da equoterapia?

O movimento tridimensional do cavalo é capaz de estimular os músculos e as articulações do corpo humano. Esta técnica de estimulação controlada é extremamente eficiente para melhorar a capacidade motora, além de auxiliar na reabilitação de acidentes e traumas.

O contato com o cavalo permite desenvolver a capacidade de comunicação, integração e cognição de crianças e adultos. Até por esse motivo que a equoterapia é amplamente utilizada como terapia para doenças e distúrbios mentais e neurológicos.

Quais são as indicações?

O cavalo é usado como uma ferramenta terapêutica para reabilitar crianças, adolescentes e adultos. Da mesma forma, beneficia os níveis psicológicos, neuromuscular, cognitivo e social.

Entre as indicações mais comuns, podemos citar:

– Lesões, derrames e paralisia cerebral;

– Síndromes ou lesões que afetam a medula espinhal;

– Ataxias;

– Asma;

– Parkinson;

– Distrofias musculares;

– Síndromes que afetam o crescimento;

– Distúrbios que dificultam habilidades de socialização;

– Fibromialgia;

– Síndrome de Down.

Além disso, existem diversas outras indicações em que a equoterapia pode ajudar.

Existem diferentes modalidades

Cada modalidade é escolhida de acordo com o transtorno a ser tratado.

Equitação terapêutica

É tratada como a base das atividades terapêuticas da equoterapia. Consiste em realizar exercícios físicos controlados ao andar de cavalo. É indicado para diversas reabilitações psicopedagógicas e fisioterapêuticas.

Hipoterapia

Esta modalidade consiste no tratamento neurofisiológico integral que é realizado na parte de trás de cavalo. As atividades são realizadas de acordo com orientação médica e sob supervisão de fisioterapeutas especializados em equoterapia.

Equitação psicopedagógica

Reúne um conjunto planejado de intervenções pedagógicas e psicológicas. Suas ferramentas de trabalho consistem no cavalo e seu ambiente. É principalmente indicado para melhorar a concentração e problemas de aprendizagem de crianças e adolescentes.

Além disso, existe a equoterapia social, como forma de inserção ao meio, bem como reabilitação de traumas psicológicos. E também a equitação adaptada, que é a utilização da atividade equestre como esporte para pessoas com deficiência física.

Por últimos, mas não menos importante, existem ainda terapias ocupacionais com equinos, feitas principalmente para pacientes com deficiência.

A equoterapia é um tratamento individual, em que cada paciente deve receber os cuidados e aplicações de forma personalizada, que vão desde a escolha do animal, até o planejamento dos exercícios e a periodicidade das sessões.

Deixe uma resposta