• Home
  • Gatos
  • Entenda o que seu gato está tentando te dizer

Entenda o que seu gato está tentando te dizer

Cientistas fizeram um estudo publicado pela New York Magazine a fim de entender o que os gatinhos querem nos comunicar

 

Quem nunca quis entender tudo o que se passava na cabeça do seu gatinho? O que significava cada ação e cada som, o que eles estavam tentando comunicar? Pensando nisso, cientistas publicaram na revista New York Magazine, na sessão Science of Us, uma análise sobre o comportamento e a comunicação dos felinos.

 

O que meu gatinho está querendo me dizer?

Ronronar

A primeira análise diz respeito ao ronronar dos felinos, revelando que o significado deste ato quer dizer que o gato deseja continuar na sua presença. A crença comum de que se o pet ronronar quer dizer que ele está feliz é real!

No entanto, ronronar também pode significar que ele está machucado ou doente. Portanto, ao emitir esse som, o gatinho pode estar tentando dizer que está feliz ou precisa de ajuda para se curar, mas, em ambos os casos, deseja continuar na sua companhia.

 

Chiado

Esse é um péssimo sinal para quem ficar por perto. Quando o gatinho chia alto, ele está tentando avisar que algo o incomoda ou está prestes a atacar. Já que não é adepto a confrontos, ele está te avisando que é preciso evitar contato físico.

 

Miado

Os felinos raramente usam miados para se comunicar com outros gatos, utilizando esse som para se comunicar apenas com humanos. O pet cria diferentes tipos de miados para dizer que está com fome, tédio ou pedir ajuda.

 

Balançar o rabo rapidamente

O ato de balançar rapidamente, de um lado para o outro, representa que ele não se sente seguro e teme alguma ameaça, se afirmando em modo de ataque.

 

Esfregar-se nas pernas

Essa ação indica que o pet sentiu a falta dessa pessoa. Esse comportamento é comum entre os felinos selvagens quando retornam ao seu habitat depois da caça.

 

Agora fica muito mais fácil de entender seu gatinho, não? Entenda as necessidades dele para fortalecer a relação e auxiliá-lo com coisas que ele não pode fazer.

Deixe uma resposta