• Home
  • Cães
  • Sintomas, diagnóstico e tratamento da gripe canina

Sintomas, diagnóstico e tratamento da gripe canina

Explicamos anteriormente que de fato existe sim a gripe canina, mas quais são os sintomas? Como diagnosticar? E o tratamento? Descubra agora! 

É muito importante ficar atento aos sinais que seu cão apresenta ao estar gripado, pois não são todos que conseguem fazer isso de forma clara. Cerca de 20-25% dos cães não mostram sinais da doença.

Quais são os sintomas?

Na maioria dos casos, os cães gripados apresentam sinais leves como: tosse persistente, espirros, coriza e febre.

Porém, em casos mais avançados, o cão pode desenvolver pneumonia e dificuldades para respirar, bem como sangramento nos pulmões.

Os cães geralmente começam a mostrar sinais da doença depois de mais ou menos quatro dias após terem sido expostos ao vírus da gripe canina.

Como diagnosticar?

Grande parte do diagnóstico se dá através da análise dos sintomas apresentados anteriormente. Porém, também é possível realizar um teste de anticorpo específico que é usado para diagnosticar a gripe canina.

Nesse caso, o teste é realizado em duas amostras de sangue: uma no momento em que o animal apresenta alguma suspeita de gripe e a segunda após 15 dias. Entretanto, se após a colheita da primeira amostra ele começar a apresentar sintomas, principalmente secreções respiratórias, elas já podem ser testadas para a presença do vírus.

Como tratar?

Não existe um tratamento específico para a gripe canina, porém se os seu melhor amigo apresentar algum sintoma serão necessários alguns cuidados mais presentes.

Ingestão de líquidos para evitar a desidratação, alimentação adequada e medicamentos para aliviar alguns dos sintomas são os mais comuns. O antibiótico é usado somente para prevenir ou tratar qualquer infecção secundária, especialmente se houver pneumonia ou se a secreção nasal estiver muito grossa ou com a coloração esverdeada.

Para deixar o seu melhor amigo mais protegido, o ideal é vaciná-lo contra a gripe. A vacinação atua de forma preventiva, evitando que a doença afete seu animal de forma mais forte. Portanto, não se esqueça de vacinar o seu pet contra a gripe!

Deixe uma resposta